Amazónia

26 de Dezembro de 2009 a 9 de Janeiro de 2010

A Floresta Amazónica é a maior floresta húmida tropical do planeta Terra e, provavelmente, o seu maior reservatório de biodiversidade. Na Amazónia

vivem 3000 espécies de peixes, 1500 espécies de aves, 1800 espécies de borboletas, mais de 50000 espécies de plantas com flor. A evapotranspiração

da abundante biomassa vegetal condensa à medida que o ar sobe ao longo das altas encostas dos Andes situadas a oeste, precipita sobre a forma de chuva e neve, e alimenta os grandes sistemas fluviais do Amazonas e do Orinoco que desaguam no Atlântico a leste. A civilização Ameríndia que colonizou a Amazónia há mais de 15000 anos, constituída principalmente por pequenas tribos de caçadores-recolectores, manteve uma relação ancestral com a floresta, mas o enorme potencial biológico e mineral da região tem levado a uma pressão cada vez maior sobre este ecossistema.

 

Na Amazónia alugou-se um barco para 25 pessoas, juntando ao Grupo do Risco elementos convidados, e zarpou-se através das águas da floresta. A paisagem foi passando como um filme, onde aqui e ali se entrava, abrindo portas para ambientes de água e floresta, biodiversidade e ocupação humana. A pé ou de canoa. Produzidos uma exposição e um livro com base nesta expedição.

Participantes:

Catarina França, Cleo Vilett, Dilar Pereira, Fernando Mendonça, Filipe Franco, Filipe Martinho, Henrique Cayatte, Henrique Queiroga, Jenniffer Keller, Luís Quinta, Marco Nunes Correia, Marcos Oliveira, Maria Flor Pedroso, Mário Bismarck, Miguel Faria, Nádia Torres, Pedro Fernandes, Pedro Mendes, Pedro Salgado, Sandra Tapadas, Sara Simões, Steve Stoer, Susana Lemos, Teresa Egídio, Vítor Casimiro

Apoiada por:

Universidade Autónoma de Lisboa | Universidade de Aveiro | Rádio Televisão Portuguesa

Grupo do Risco - Associação sem fins lucrativos

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
Filipe Franco